Museu Comunitário da Lomba do Pinheiro

O Museu Comunitário da Lomba do Pinheiro e Memorial da Família Remião foi fundado em 26 de março de 2006, sendo o primeiro no Brasil a ser localizado em um bairro de periferia. Este importante lugar é sediado em uma casa em estilo colonial português construída no final do século XIX. Foi doada ao IPDAE pelo senhor Edemar Gonçalves Remião que ali nasceu, em 1934. Tem como missão informar, divulgar e preservar a memória do local onde está inserido, buscando, desde sua inauguração, contar essa história a partir do olhar e da memória individual e coletiva dos seus próprios moradores.

Interessados em conhecer o museu podem agendar uma visita.

Coordenadora: Manuela García Moraes – Estudante de Museologia.

Bolsistas: Aldryn Brandt Jaeger (museologia), Aline Escandil de Souza (museologia), Bruno Félix Segatto (história), Guilherme Gutierres Saldanha (história) e Thiago Valle Machado Gonçalves (museologia).

Endereço: Estrada João de Oliveira Remião, 2.874 - Parada 06. Lomba do Pinheiro -Porto Alegre -CEP: 91550-000.

Telefone: (51) 33527131. E-mail: museu@ipdae.com.br

Biblioteca Leverdógil de Freitas - Ramal 1

A Biblioteca Leverdógil de Freitas – Ramal 1 foi instalada para atender a população do entorno da Parada 6 no bairro Lomba do Pinheiro. A implantação desse novo espaço só foi possível devido à gentileza do senhor Edemar Gonçalves Remião, que reformou e cedeu a antiga casa rural em que nasceu para ali instalar um núcleo de acesso à leitura e de preservação da história da Lomba do Pinheiro. Tamanho gesto demonstra sensibilidade e responsabilidade cultural e social. O mobiliário - mesas, cadeiras, armários e estantes - foi doado pelo Comitê de Cidadania dos Funcionários do Banco do Brasil e pelo Cemitério Jardim da Paz.

Ações Desenvolvidas pelo Museu

Educação Patrimonial - As atividades destinam-se a alunos de escolas públicas, creches e demais instituições interessadas. Os participantes são estimulados a conhecer o patrimônio cultural do bairro e conservar e preservar o meio ambiente por meio de exposições, contação de histórias, análise de documentos, trilhas ecológicas e atividades lúdicas que abordam conceitos de sociedade, memória, história, patrimônio e museus.

Formação de Professores e Educadores - É destinada a profissionais da rede pública e privada de ensino com o intuito de estimular o ensino da história local e provocar a aproximação desses profissionais com a realidade cotidiana de seus discentes, contribuindo para um maior envolvimento e valorização de seu local de atuação, buscando, também, a interação transdisciplinar entre os profissionais envolvidos.

Exposições Temporárias - A partir de entrevistas individuais e das Rodas de Memória, já foram lançadas 3 exposições temporárias de curta e média duração. O objetivo dessas exposições é informar e divulgar o patrimônio tangível e intangível da comunidade.

Exposições Itinerantes - As Exposições Itinerantes ou Museus de Rua têm a função de divulgar e informar a população a respeito da história da formação do bairro, suas vilas e suas lutas ao longo do processo histórico. Os participantes colaboram com seus acervos pessoais, entrevistas e na concepção da exposição. Este trabalho propicia a formação de redes de cooperação, onde técnicos do museu e comunidade atuam em prol do patrimônio cultural local.

Pesquisa de História Oral - Desde sua fundação, o museu mantém uma rede de colaboradores de História Oral que busca a (re)construção dos fazeres e saberes populares por meio das narrativas orais, recebendo pessoas ou grupos que desejam compartilhar suas memórias. Atualmente o banco de dados abrange cerca de 430 depoimentos orais.

Rodas de Memória - O Projeto Rodas de Memória visa (re)construir, através da realização de entrevistas de grupos focais, as trajetórias individuais e coletivas de pessoas que participaram ativamente da comunidade (vilas, associações, clubes, escolas etc.). Grupos ainda não contatados podem procurar a Equipe do Museu para serem inseridos na agenda das Rodas de Memória.

Lomba Tur - O projeto de Turismo Comunitário é uma proposta de aproximação da comunidade com o patrimônio cultural do bairro; é um projeto de mobilização, com mediação. Todo o patrimônio cultural visitado foi inventariado pelos próprios moradores do bairro. Com mediação dos bolsistas do museu são visitados o sítio arqueológico, a pedreira, a vinícola, o próprio museu, as comunidades indígenas, a Escola de Música do IPDAE, além de pessoas da comunidade. 

Parcerias

Faculdade de Museologia da UFRGS

Em 2009, a Faculdade de Museologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul firmou parceria com o Museu Comunitário na intenção de atuar no campo da Museologia Social.

Atualmente, sob a coordenação da Profª Drª. Ana Maria Dalla Zen, está sendo desenvolvido o programa “Lomba do Pinheiro: Memória, Informação e Cidadania”, que busca assegurar o direito à memória desta comunidade.

http://www.ufrgs.br/fabico/museologia.htm

Rede Colaborativa

A rede colaborativa é formada por comerciantes, empresários e pessoas físicas da comunidade Lomba do Pinheiro, que contribuem financeiramente para a manutenção do espaço físico e das atividades do Museu Comunitário Lomba do Pinheiro. Integram a rede colaborativa:

  • Agropecuária Pampeana
  • Anpeca Calçados e Confecções
  • Bazar Flora Pinheiro
  • Bazar Gabi
  • Cirilo Cabeleireiros
  • Crestani Materiais de Construção
  • EGC Contabilidade
  • Forte Segurança
  • Keké Frutas
  • Mecânica Santos
  • Ótica Cilius
  • Padaria Cris
  • Restaurante Millani
  • Rossi Comunicação Visual
  • Serralheria Quintana
  • Supermercado Santos